sábado, 4 de setembro de 2010

Saudade

E quando fico somente com as lembraças
Penso: e você pensa em mim?
Um silêncio percorre a sala
Foi o tempo que chegou no coração
Trazendo apenas imagens e sonhos
De toda a ternura e inocência que busquei
Salvação nas palavras sem profundidade
Você ainda lembra do amor?
E as lágrimas que juntos molharam os rostos
Cadê minha saudade?
Se ela apenas dói no meu peito

Nenhum comentário: