quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Distância

Sentado, olhos os carros passar
Penso na distância que há
Entre meus sonhos mais íntimos
E o que há no teu coração
Você segue firme, reta e veloz
Mesmo sem saber onde quer chegar
Será mesmo que é o caminho certo a trilhar?
Não corra tão rápido
Olhe para lado
A vida não é feita apenas do que teus olhos veem
Não esqueça dos sonhos que você sonhou
Outrora, sonhávamos juntos
Onde estão meus sonhos agora?
Habitam em um lugar que tu já esqueceu
Moram apenas nas minhas memórias
Estão em um lugar que já ficou para trás

Um comentário:

claudia disse...

Adorei!!
Beijos da colega Castelhana.. hahaha